Oficina abordará o ensino de Geografia para pessoas surdas

O grupo de estudos “Epistemologia da Geografia: teoria, métodos e metodologias em pesquisa e ensino de Geografia” realiza no dia 7 de outubro oficina de “Metodologia interdisciplinar para surdos sobre o tema Meio Ambiente”. A oficina integra um ciclo de oficinas metodológicas de pesquisa e ensino – intitulado “Práxis Geográficas” –, cujo objetivo é desenvolver atividades sobre as diferentes possibilidades de teoria, métodos, metodologias e estratégias de pesquisa e ensino em Geografia, em uma perspectiva de abordagem interdisciplinar e transdisciplinar.

Nesta primeira oficina, serão trabalhados vários recursos didáticos, além da discussão e elaboração de atividades centradas nas características linguísticas e na metodologia que reforçam o processo de ensino-aprendizagem de Geografia e, particularmente, do tema “meio ambiente”, entendendo que o ensino à pessoa surda percorre pelo recurso visual (Pedagogia Surda) e a valorização da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Podem participar estudantes (licenciandos) e pesquisadores da própria UFSCar e de outras instituições, particularmente da área de Geografia, e professores da rede pública de ensino, dentre outras pessoas interessadas. As inscrições, gratuitas, estão sendo feitas no site https://oficinageo.faiufscar.com, com 30 vagas disponíveis.

A oficina acontece das 9h30 às 12h30, na sala 111 do edifício ATLab, no Campus Sorocaba, e será ministrada por Teresa Cristina Leança Soares Alves, docente do Departamento de Ciências Humanas e Educação (DCHE). A coordenação geral do ciclo Práxis Geográficas é de Marcio Fernando Gomes, do Departamento de Geografia, Turismo e Humanidades (DGTH).

Outras oficinas estão previstas para os dias 21 e 24 de outubro. No dia 21, a oficina é de “Metodologia Interdisciplinar do Teatro Épico sobre o tema Globalização e Trabalho”, com atividades das 13 às 17 horas. No dia 24, a atividade é “Metodologia de Produção de Material Didático com Impressão 3D”, das 14 às 17 horas. Mais informações podem ser conferidas no site do projeto.